Buscar
  • Gabriel Bolzoni

O que é BIM?

Se você é arquiteto(a) ou engenheiro(a), ou então tem interesse pelas áreas, com certeza já ouviu falar de BIM. Mas você entende o que está por trás dessa sigla em inglês e da importância dela para a construção civil?


O Building Information Modeling (BIM), ou do português "Modelagem da Informação da Construção", vem adquirindo cada vez mais adesão de profissionais e é a tendência para substituir os softwares CAD na construção civil e na arquitetura. Alguns exemplos de programas que utilizam essa tecnologia são REVIT, Archicad, TQS, QIBUILDER, entre vários outros.


MAS, AFINAL DE CONTAS, O QUE É O BIM?


O BIM nada mais é que um modelo de software que, diferentemente de programas CAD, modela projetos com informações embutidas e conectadas entre os diferentes processos e etapas. Portanto, esse tipo de programa permite que qualquer projeto que esteja sendo realizado carregue dentro de si informações sobre seus componentes e consiga relacioná-las durante todo o tempo. Assim, a utilização desses programas otimiza a modelagem dos projetos e suas compatibilizações, facilita as modificações e agiliza os processos.

Para te ajudar a entender melhor, vamos fazer a comparação entre CAD e BIM para notarmos as diferenças e propostas desses dois tipos de softwares.


CAD X BIM


A velha guarda contra a nova geração. Hoje em dia o CAD ainda é muito utilizado por profissionais, mas é inegável que vem perdendo espaço para novas tecnologias como o BIM.


Para entender como funciona cada modelo de software, podemos utilizar como exemplo a representação de uma parede nos dois tipos de programa. No CAD, as paredes são representadas apenas por linhas, sem informações intrínsecas. Qualquer informação sobre material, dimensões e quantidades deve ser especificada manualmente. Sem falar que para qualquer alteração nessa parede hipotética, deverá ser feita uma atualização manual em todas as outras vistas e cortes para se adequar à modificação feita. Já dá pra ver que o espaço pra confusão é grande, né?


Nos softwares BIM a coisa já é um pouco diferente. Uma parede não é apenas uma linha, ela possui parâmetros internos que nos permitem extrair informações de um modo muito mais ágil e preciso. Assim, temos informações sobre o material da parede, dimensões da mesma e quantidades de forma automática e já inserida na modelagem.


Outra vantagem do BIM sobre o CAD é na parte de compatibilização de projetos. Imagine que você vai fazer o projeto hidrossanitário baseado em um projeto estrutural. Se uma viga ou um pilar muda de local isso pode afetar a posição dos tubos. Portanto, no CAD, qualquer alteração teria que ser feita de forma manual na planta e cortes, além da atualização das dimensões e quantitativos. Já utilizando BIM, o trabalho é bem mais simplificado. Ao alterar as tubulações na planta baixa, todo o resto é atualizado automaticamente, uma vez que todo o sistema está integrado e conectado!


DIMENSÕES DO BIM


Agora que a ideia do que é o BIM ficou mais clara, vamos conhecer as dimensões dessa tecnologia. As dimensões, que vão de 2D a 7D , nada mais são do que diferentes recursos que o programa nos fornece.


2D- Parte gráfica

A segunda dimensão do BIM se refere justamente ao que as plataformas CAD fazem, ou seja, a representação gráfica dos planos do projeto (plantas baixas, cortes, etc.).


3D- MODELO

A parte 3D é a que nos permite uma visualização tridimensional do projeto. Graças à conexão entre essas dimensões, qualquer alteração em alguma vista do projeto é automaticamente visualizada no modelo 3D.


4D-PLANEJAMENTO

Através dessa dimensão, é possível estabelecer o passo a passo do projeto e suas datas para um planejamento de tempo preciso.


5D- CUSTOS

Como comentado anteriormente, cada elemento de um software BIM possui parâmetros dentro dele. Um deles pode ser o custo. Portanto, com essa dimensão é possível estimar o custo do projeto de forma automatizada.


6D- SUSTENTABILIDADE

Nessa dimensão, o BIM possibilita uma análise da sustentabilidade. Através de avaliações do gasto de água e energia elétrica, por exemplo, temos uma noção do impacto ambiental da realização do projeto.


7D- MANUTENÇÃO

A dimensão 7D do BIM está relacionada aos cuidados que uma edificação deve ter durante o ciclo de vida. Por meio dessa dimensão, é possível extrair dados como manuais de operação, especificação dos materiais, datas de garantia, entre outros.


A EJECiv utiliza softwares BIM em projetos como PPCI, arquitetura de interiores e modelagem! Tem interesse em um projeto utilizando essa tecnologia? Chame a EJECiv e solicite um orçamento!



42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo