Certificado LEED

April 18, 2019

      Com o aumento da construção civil nos últimos anos e seu ritmo acelerado, cada vez mais se busca alternativas para um crescimento sustentável nas esferas social, ambiental e econômica, a fim de reduzir impactos negativos. Com esse viés, em 1993, a organização não governamental United States Green Building Council (USGBC) começou a incentivar e promover construções com técnicas e tecnologias que reduzissem consumos energéticos, gastos de água e outros aspectos que hoje são conhecidos no mundo como “construção verde” – as construções sustentáveis. As construções que seguem uma quantidade mínima destas práticas são reconhecidas com um certificado, chamado de certificado LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) – Liderança em Energia e Design Ambiental, em português.

 

    No Brasil, quem representa a entidade é o GBC Brasil. Atualmente, o país é o quarto no mundo no ranking de países com mais construções que recebem o certificado; e para recebê-lo, devem ser seguidas algumas práticas obrigatórias. Além do pré-requisito obrigatório, ao cumprir as metas não obrigatórias, as edificações ganham créditos: pontos que garantem uma classificação em um ranking, que é “certificado” (40 pontos a 49), prata (50 pontos a 59), ouro (60 pontos a 69) e platina (80 pontos ou mais). O LEED guia novas construções, mas também suporta reformas, e construções especiais como escolas, hospitais, área do varejo, interiores comerciais e o desenvolvimento de bairros, com parâmetros diferentes para cada área.

 

      Os 7 fatores gerais controlados pelo LEED são:

 

-  espaço sustentável;

-  energia e atmosfera;

- qualidade ambiental interna;

- eficiência do uso da água;

- materiais e recursos;

- inovação e processos ; e 

- créditos regionais.

 

    Os benefícios econômicos são, principalmente, a diminuição em até 30% do custo da obra e uma valorização em até 20% na revenda, segundo o próprio site do GBC Brasil. Na esfera social, ocorre a capacitação profissional para atingir os resultados esperados, a priorização da saúde dos trabalhadores, a inclusão social e aumento do espírito da vida em comunidade. No âmbito ambiental, a redução do consumo de energia chega a 30% e do consumo de água chega a 40%, a emissão de CO2 diminui 35% e a produção de resíduos cai 65%. Para se obter o certificado, deve-se entrar em contato com o GBC Brasil e seguir suas orientações, levando de 4 a 6 meses para obtenção do selo. Outro aspecto que influencia muito na avaliação é a matéria prima. A utilização de matérias primas recicladas, de rápida renovação e de extração próxima ao local da obra são aspectos avaliados pelo auditor responsável.

 

  Seguindo o norte da sustentabilidade, responsabilidade social e compromisso com o desenvolvimento sustentável, a EJECiv se capacitou para realizar o projeto de captação da água da chuva para reutilização. Ficou interessado em tornar sua residência ou até mesmo estabelecimento comercial um ambiente mais sustentável, tanto de forma econômica como ecológica? Entre em contato conosco e peça um orçamento!

 

O Edifício Odebrecht São Paulo recebeu a certificação LEED Gold na categoria Core & Shell, concedida pelo Green Building Council Brasil e destinada a edificações comerciais

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

June 18, 2019

May 14, 2019

April 25, 2019

April 18, 2019

February 21, 2019

February 6, 2019

Please reload

Leia também

CONTATO

Av. Osvaldo Aranha, 99
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

ejeciv@ejeciv.com.br

Tel/Whatsapp: (51) 98446-5417

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle