Bioconcreto

April 25, 2019

O concreto é o material mais utilizado na construção civil, entretanto, sua estrutura é suscetível a problemas que impactam sua durabilidade e resistência, como fissuras e rachaduras. Pensando nessas avarias, cientistas da Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, desenvolveram o bioconcreto, um concreto capaz de se autorregenerar.

Os cientistas misturaram o concreto tradicional com a bactéria Bacillus pseudofirmus, uma bactéria capaz de sobreviver em um ambiente de pH alto, como é o caso do concreto, encontrada em ambientes inóspitos como crateras de vulcões ativos.

 Fonte: Henk Jonkers

 

Como funciona?

 

Quando se abre uma fissura no concreto, a entrada de oxigênio e água ativam a bactéria Bacillus pseudofirmus. A água em especial é a principal responsável pela ativação do processo, pois ela rompe as capsulas de plástico biodegradável que contém o alimento dos bacilos: o lactato de cálcio. No fim da digestão do lactato de cálcio, o carbonato de cálcio (calcário) é formado e vai se acumulando até reparar as rachaduras num período de poucas semanas.

 

 Fonte: Courtesy of Delft University

 

Desvantagens:

 

Apesar de seus inúmeros benefícios, o bioconcreto possui algumas desvantagens. O cientista responsável pelo projeto, Henk Jonkers, afirma dizer “Não há limite para extensão da rachadura que o nosso material pode reparar. Pode ser de centímetros a quilômetros”; entretanto, o limite da largura da fissura a ser reparada não pode ultrapassar 8 milímetros.

Outra desvantagem é o aumento nos gastos da construção em 40% a mais do que custaria com o concreto tradicional. Apesar disso, o material pode reduzir os custos de manutenção em construções em bilhões de dólares.

 

Independente dessas desvantagens, o material é extremamente promissor, podendo dar esperança para prédios antigos suscetíveis a um colapso, mesmo com tremores de baixa escala.

A técnica de restauração desses prédios seria usar um spray que contém os mesmos princípios do bioconcreto e pode ser aplicada diretamente em pequenas rachaduras, também desenvolvido pela Universidade de Tecnologia de Delft.

Além disso, o bioconcreto contém um potencial ecológico devido ao aumento de vida útil do concreto. Isso contribui indiretamente com a diminuição das taxas de emissões de dióxido de carbono, que, atualmente, cerca de 7% são resultantes da fabricação de cimentos. Dessa forma, o bioconcreto não é apenas um material mais durável, mas também mais sustentável!

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

June 18, 2019

May 14, 2019

April 25, 2019

April 18, 2019

February 21, 2019

February 6, 2019

Please reload

Leia também

CONTATO

Av. Osvaldo Aranha, 99
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

ejeciv@ejeciv.com.br

Tel/Whatsapp: (51) 98446-5417

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle