Painéis Solares: Uma Emergente Solução Energética

June 8, 2018

No cenário da construção civil torna-se cada vez mais substancial a busca por novas formas de garantir a eficiência energética e, paralelamente, a sustentabilidade dos negócios. A demanda e o interesse por opções sustentáveis trazem consigo diversos questionamentos quanto à viabilidade econômica, dificuldade de instalação, durabilidade e manutenção das soluções adotadas.

A matriz energética brasileira atual pode ser considerada relativamente “limpa”, uma vez que grande parte da energia gerada é proveniente de hidrelétricas - cerca de 68% do total produzido - contudo essa fonte energética traz uma série de impactos ambientais e sociais nas regiões inundadas e seu entorno. A geração de energia através de painéis solares surge como uma solução sustentável em contrapartida à utilização de fontes não renováveis e de usinas hidrelétricas. Estima-se que, até 2030, 10% da energia produzida no Brasil seja solar, introduzindo a ideia de que as edificações deixem de ser apenas consumidoras de energia elétrica e tornem-se geradoras de eletricidade.

Painéis solares no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte

(Fonte: https://glo.bo/1FF1uWR)

 

Como funciona a geração de energia solar? Durante o dia, os painéis solares (ou módulos fotovoltaicos) - placas formadas por células fotovoltaicas feitas de silício - captam a luz do Sol em forma de partículas de luz (fótons). Estas partículas são conduzidas no painel como corrente elétrica contínua, o que torna necessário o uso de um aparelho chamado inversor solar, que transforma essa corrente contínua em corrente alternada, que é a utilizada em residências, estabelecimentos comerciais e indústrias.

Quantos painéis são necessários na minha residência? A geração de energia está diretamente relacionada com a insolação média da região onde os painéis estão instalados. Na região Sul tem-se, em média, 5 horas diárias de irradição solar útil à geração fotovoltaica. Um módulo solar de 265 W em Porto Alegre corretamente instalado, por exemplo, gera cerca de 1,14 kWh por dia.

Considerando que um chuveiro elétrico ligado consome cerca de 5,5 kWh por hora, logo um banho de 10 minutos gasta 0,9 kWh, ou seja, um único módulo fotovoltaico já proporciona energia suficiente para tal. 

Ao final de um mês, são gerados 34,20 kWh por módulo, portanto uma residência que consome, em média, 250 kWh/mês precisa de, aproximadamente, 7 painéis solares instalados no telhado a fim de abastecer todo o consumo elétrico da residência.

A instalação dos painéis solares deve ser feita por um profissional especializado e é preciso uma autorização da distribuidora de energia local. A aplicação mais comum é em telhados e o processo consiste, basicamente, na instalação de trilhos metálicos na cobertura do local, onde são fixados os painéis, na conexão dos painéis ao inversor solar e na ligação deste último à rede elétrica.

O bom posicionamento dos painéis é essencial, já que quanto maior a incidência direta dos raios solares, maior a geração de energia. Visto que estamos no hemisfério Sul, os sistemas devem ser orientados ao norte, a fim de aproveitar melhor a luz solar.

 

 (Fonte: https://bit.ly/2kWhspZ)

 

Uma grande vantagem da utilização de sistemas fotovoltaicos está na economia direta na conta de luz, pois, caso nem toda energia gerada for consumida, o excedente é lançado na rede elétrica e, dessa forma, essa “sobra” de energia é convertida em créditos energéticos que podem ser utilizados para reduzir a fatura dos meses seguintes, com validade de 5 anos.

A utilização de energia solar é um dos fatores de certificação para a LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), sistema internacional que classifica edificações em diferentes categorias de acordo com critérios de sustentabilidade. Outra certificação que considera a utilização de energia renovável é a AQUA (Alta Qualidade Ambiental), que contribui para o desenvolvimento da construção sustentável no Brasil. Esses reconhecimentos são muito valorizados em empreendimentos imobiliários, industriais ou corporativos, visto que, além de agregarem valor sustentável a sua marca, promovem diferencial competitivo, engajamento social e obtenção de recursos financeiros.

A EJECiv possui um grande alinhamento com questões do âmbito sustentável e pode oferecer o projeto de instalação do sistema de energia solar, desde o dimensionamento da estrutura metálica e o projeto elétrico dos painéis até a análise de melhor posicionamento e de colocação dos mesmos.

A adoção do sistema fotovoltaico é, portanto, uma decisão acertada, que garante eficiência na geração de energia e contribui consideravelmente para a economia da conta de luz, devido ao sistema de créditos energéticos. Além disso, um painel solar possui vida útil estimada de 25 anos e não exige manutenções pesadas - cerca de 0,5% ao ano do custo total investido. O período de restituição do investimento está relacionado com a quantidade de energia que a propriedade utiliza e com as tarifas da concessionária de energia, representando, desse modo, uma grande redução de custos em médio e longo prazo.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

June 18, 2019

May 14, 2019

April 25, 2019

April 18, 2019

February 21, 2019

February 6, 2019

Please reload

Leia também

CONTATO

Av. Osvaldo Aranha, 99
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

ejeciv@ejeciv.com.br

Tel/Whatsapp: (51) 98446-5417

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle